Iburi – Trompete dos Ticunas

Iburi – Trompete dos Ticunas. LISA – AntropologiaPLUS

Este documentário registra o processo de construção e execução do trompete Iburi, dos índios Ticuna, instrumento que é tocado durante a Festa da Moça Nova, ritual de iniciação feminina dos Ticuna. A moça que menstruou pela primeira vez ficará reclusa até que seja aprontada sua Festa, ao final da qual ela sairá da reclusão. Atrás do local de reclusão ficarão os instrumentos que aconselharão a moça. Tais instrumentos não podem ser vistos por mulheres, crianças e principalmente pela moça que está sendo iniciada. Paralelamente à construção do Iburi, o filme mostra a história de To’oena, a “primeira moça nova” que, no tempo do mito, quebrou este tabu e pagou com a própria vida.

Ficha técnica: NTSC, cor, 15 min, 2014.
Edição: Edson Tosta Matarezio Filho e Leo Fuzer
Realização: Laboratório de Imagem e Som em Antropologia (LISA-USP)
Apoio: FAPESP

______________
IBURI – TRUMPET OF TICUNAS
This documentary records the process of building and running the trumpet Ibu¬ri, a Ticuna Indians instrument that is played during the ‘Festival of New Girl’, the female initiation ritual of the Ticunas. The girl who menstruated for the first time will be primed recluse until her Party, which in the end will liberate her from seclusion. Behind the place of imprisonment will be the tools that will counsel the girl. The¬se instruments can not be seen by women, children and especially the girl being initiated. Parallel to the construction of Iburi, the film shows the story of To’oena, “the first new girl” who, in time of myth, broke the taboo and paid with her life.

_______________
IBURI – TROMPETE DOS TICUNAS
Este documental registra el proceso de construcción y ejecución de la trompeta Iburi de los indios Ticuna, instrumento que se toca durante la Fiesta de laMoça Nova, ritual de iniciación femenina de los Ticuna. En su primera menstruación, se recluye a la joven hasta que la Fiesta esté preparada; al final, ella saldrá de su clausura. Detrás del lugar de reclusión, están los instrumentos que aconsejarán a la joven. Las mujeres, los niños y, principalmente, la joven que va a ser iniciada, no pueden ver estos instrumentos. En paralelo a la construcción del Iburi, el documental muestra la historia de To’oena, la “primera chica joven” que, en el tiempo del mito, violó este tabú y pagó con su propia vida.

Conheça a MBAE´MO PARA.

Aproveite e contribua para fortalecer a arte e a cultura Guarani.

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s